O Dom da Maternidade



Quando somos apenas filhos, experimentamos e sentimos que o amor de mãe é indispensável, verdadeiro e nos faz muito bem. Mas, somente quando nos tornamos mãe é que, realmente, conhecemos e passamos a compreender a profundidade e a dádiva de Deus que é a maternidade. É um amor doação e gratuito!

São Francisco de Assis chamava, muitas vezes, Deus de mãe, pois, não podia imaginar um amor na terra, mais parecido com o Divino, que o amor maternal. João Paulo II, na carta Mulieres Dignitatem, diz que a mulher tem como vocação a maternidade, física ou espiritual, ou seja, a mulher foi feita para amar, para dar a vida.

Maria Santíssima é a confirmação que ser mãe é um Dom de Deus, pois, para enviar seu filho Jesus Cristo à terra, Deus quis que ele fosse gerado no ventre materno de Nossa Senhora.

A virgem Maria tem me ensinado nesse tempo de espera, a gestação, que é preciso confiar em Deus, guardar todas as coisas no coração e ter a certeza de que tudo de mais precioso que sonhamos para nossos filhos, está garantido em Deus, que é nossa única segurança.

Que nesse mês de maio, possamos entregar à Virgem Maria, a nossa maternidade, para que através da sua intercessão possamos ser mães segundo o coração de Deus. Maria passa na frente, amém!


Maressa Saldanha

Comunidade Amigos de Jesus

                  ARTIGOS