Método Billings: O Milagre nosso de cada dia


Há um ano, recebemos uma graça de Deus. Quero, com muita alegria, partilhar os frutos colhidos pela minha família.

Em novembro de 2015, no Encontro de Espiritualidade Billings da Comunidade Amigos de Jesus, tivemos a presença do casal Venezuelano Lili e Henrique. Lili é filha de Edgar Paz González, propagador do método Billings na Venezuela. Esse casal viaja para diversas partes do mundo testemunhando sobre o Método Billings na vida deles.

Estávamos com seis anos de casados e há vários tentando engravidar. Eu era portadora da síndrome dos ovários policísticos desde solteira e o meu esposo, de acordo com os exames pré-nupciais, estava apto a gerar uma vida a qualquer momento.

Já havíamos procurado vários profissionais e realizado incansáveis tratamentos, sem resultado algum. Tínhamos a certeza que o problema era meu. Foi quando resolvemos, novamente, procurar um médico especialista em fertilização in vitro. Na noite que antecedeu a consulta, ajoelhamos em nosso quarto e pedimos a Deus que nos desse um direcionamento, já que esse método para engravidar não era o desejo do nosso coração e a Igreja é contra. No momento em que estávamos rezando, abrimos a bíblia e saiu a passagem de Lucas 1: O anjo do Senhor disse a Zacarias: "Não temas Zacarias, porque foi ouvida a tua oração: Izabel, tua mulher, dar-te-á um filho, e chamá-lo-ás João”. Mesmo tendo essa palavra de Deus, que falava tão forte, ainda fomos à consulta.

O médico ouviu que a fertilização não era o nosso desejo. Ele nos disse que acreditava que o problema não era somente meu. Então, prescreveu alguns exames para meu esposo. Ele realizou os exames e ao analisar os resultados percebeu que o meu esposo apresentava baixa produção de espermatozoides e que, diante desses dois problemas, era impossível gerar uma vida de forma natural, pois, eu já havia realizado seis induções ovarianas, não sendo mais possível a realização de outras.

Não poder engravidar deixava-me cada dia mais ansiosa e inconformada. Diante dessa situação, resolvemos participar do seminário de cura interior e autoconhecimento. Nesse período, eu tinha que realizar um exame que já deveria ter sido feito, mas, pelo fato de ser alérgica a contraste foi deixado para depois. Marquei o exame e na manhã do dia que seria realizado, passei na igreja. Diante do Santíssimo, falei com Deus que se fosse para realizar o exame e vir a falecer, já que sou alérgica a contraste, que ele colocasse um impedimento. Quando chegou à tarde, a recepcionista do hospital me disse que o exame não poderia ser feito, pois, eu não me encontrava no dia do ciclo permitido. Esqueci, naquele momento, que pedi o impedimento a Deus e briguei com a moça. Ao sair do hospital, falei com o meu esposo: Chega! Não quero mais ter filhos, porque Deus não quer. Agora, quem não quer sou eu! E meu esposo me disse: Deus quer sim! E eu, inconformada, falei com ele: Então, você vai ter filho com outra mulher, porque eu não quero mais!

Meu esposo, desesperado, partilhou com o intercessor do encontro de cura interior toda a minha revolta e eles rezaram juntos. Minha amiga Maressa, que é consagrada à Comunidade Amigos de Jesus, me fez o convite para participar do Encontro Espiritualidade do Método Billings. Eu já havia feito a inscrição várias vezes para aprender o método, mas, sempre na semana do curso, um especialista em infertilidade me dizia que não era possível ser mãe. Assim começava aquele combate e eu perdia o curso. Logo após a Maressa fazer o convite, eu disse a ela: Para que fazer curso de prevenção natural, se nem engravidar eu posso? Ela me disse: Carla, a maior fertilidade está em Deus! Eu disse a ela de forma rude: Você conversa fiado demais!

A partir daquele momento, ela começou a pedir à Nossa Senhora que enviasse uma outra pessoa para me convencer a participar do encontro de espiritualidade do método. Na mesma semana, o intercessor de meu esposo o chamou e disse que Deus deu a ele uma visão. Que a prioridade na nossa vida, naquele momento, era o Método Billings. Meu esposo me ligou e disse: Nós vamos no Encontro de Espiritualidade do Método Billings. Liga e confirma a nossa presença. Liguei para a Maressa e disse: Você venceu! E ela me disse: Eu não! Jesus venceu e foi pela intercessão de Nossa Senhora. Eu pedi a ela que, já que você não me escuta, que ela usasse outra pessoa para te convencer.

Naquela mesma semana, eu estava em um momento de adoração. Deus me deu a visão de uma luz vermelha que ficava azul, e eu via um rosto de uma criança. Fiquei perturbada com aquela visão. Pensei que estava ficando com problema psicológico. Ao partilhar com meu esposo e minha intercessora, eles me disseram para pedir a Deus o discernimento dessa visão. Rezando com a Bíblia, abri a Palavra em Matheus 1: "José, filho de Davi, não temas receber Maria como esposa, pois, o que nela vem concebido é do Espírito Santo, pois, ela dará a luz a um filho que se chamará Emanuel que significa: Deus conosco". Não acreditando naquela Palavra, pedi a Deus uma outra palavra e ao abrir, novamente, a Bíblia, me deparo com Isaias 35: “O deserto e a terra árida regozijar-se-ão. A estepe vai alegrar-se e florir. Como lírio ela florirá, exultará de júbilo e gritará de alegria. A glória do Líbano lhe será dada, o esplendor do Carmelo e de Saron, será vista a glória do Senhor”.

No dia 22 de novembro de 2014, fomos ao curso de Espiritualidade do Método Billings, onde Deus falou fortemente comigo através do casal venezuelano e da Kelly Emerick, fundadora da Comunidade. No dia seguinte, no final do encontro, a Kelly se aproximou de nós. Partilhamos com ela todas as nossas dificuldades e ela nos disse: Deus me fala que vocês já são fecundos e que vocês têm um grande testemunho a dar pela frente. E nos fez o convite para sermos seus filhos espirituais. Lili nos presenteou com um santinho de Edgar Paz (que está em processo de beatificação). A partir de então, todos os dias eu visitava o Santíssimo e pedia que ele intercedesse por mim.

Ao passar alguns dias, precisamente dia de Nossa Senhora das Graças, minha intercessora me disse que Deus dava a visão a ela da cura do meu ventre. Fiquei surpresa, mas, deixei o tempo passar. No dia 19 de dezembro, ao sentir alguns incômodos, realizei um teste de gravidez e descobri que estava grávida. Meu Deus, quanta alegria!

Tive uma gestação monitorada, devido a pressão alta. Foram três ameaças de aborto, mas, a todo momento senti a presença de Deus trabalhando em minha vida a cada segundo. Maria Cecília hoje tem três meses! Posso dizer que fui curada sem saber fazer o Método Billings, mas, ao ter contato com a espiritualidade do método, recebi a cura e pela honra e glória do nosso Senhor Jesus posso dizer: "Que a maior fertilidade está em Deus!

Carla Renata de Oliveira

Aspirante da Comunidade Amigos de Jesus

                  ARTIGOS