Um só Pastor e um só rebanho



Dia 22 de Fevereiro, celebramos a Festa da Cátedra de São Pedro, um dia em que a Igreja, junto com todos os seus fiéis, coloca em destaque o chamado de Jesus para com Pedro, como chefe da Igreja. “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei minha Igreja, e as forças do inferno não poderão vencê-la. Dar-te-ei as chaves do Reino do Céu: tudo o ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus” (Mt 16, 18-19). Tais Palavras ditas por Jesus ressoam até hoje, no coração da Igreja.

Nestas Palavras de Jesus, encontramos um grande valor, a certeza de quem é o Fundador da Igreja Católica: Jesus Cristo, o Filho de Deus. E que este Fundador confere a Pedro a autoridade de chefe da Igreja e “as chaves do Reino do Céu”. Tal autoridade é conferida até hoje na Igreja Católica. Não somos ovelhas sem pastores, nesta terra, onde os lobos estão cada vez mais famintos. Temos um pastor, escolhido por Deus, o Papa Francisco. Ele zela pelo seu rebanho e acolhe a cada um de nós, mesmo de tão longe.

Humanamente falando, parece uma loucura, como alguém pode nos proteger e nos orientar de tão longe, sendo tantas pessoas, milhares e milhares de pessoas. Isto é impossível! Os governantes que presidem em um único país não conseguem tal coisa, muitas vezes eles aprovam leis que favorece a uns e a outros não, entre outras coisas que nem convém citar aqui. Por isto, posso afirmar com toda certeza, que tal autoridade dada ao Papa vem de Deus, fazendo o impossível se tornar possível, apesar de inexplicável.

Neste dia, Deus nos chama a reavivar em nosso coração a nossa fé, o nosso amor pela Igreja e pelo Papa, nosso Pastor. Fazendo deste chamado de Jesus a Pedro também o nosso chamado, por isto, Pedro vai dizer: “Do mesmo modo, também vós como pedras vivas, formai um edifício espiritual, um sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo” (1Pd 2, 5). Sendo assim, também somos pedras vivas, que junto com Pedro, o Papa, edificamos a Igreja de Jesus Cristo.

Quando o Papa foi eleito, ele pediu para rezarmos por ele. Hoje, mais do que nunca devemos rezar pelo nosso pastor, como sacrifícios espirituais agradáveis a Deus. Porque fazemos parte do mesmo rebanho que a todo tempo sofre ataques de muitos lobos, e rezar por aquele que cuida de nós, é zelar também pelo nosso rebanho e nossas almas.

Roguemos, portanto a São Pedro, para que ele continue a proteger o Santo Padre e toda a Igreja. Amém!


Leandro Perpétuo

Com. Amigos de Jesus

                  ARTIGOS