“... Eis o tempo favorável, eis o dia da Salvação!” (2Cor 6, 2)



A Quaresma é um tempo litúrgico na Igreja que é marcado principalmente pela necessidade de nos convertermos ainda mais a Deus.

Todo cristão católico, ainda que já tenha feito uma experiência profunda de conversão, nunca pode dizer que já está pronto, que já é santo. A conversão é uma mudança de direção e implica em uma luta diária e contínua para vencermos a concupiscência e o pecado que está em nós.

Enquanto caminhamos nesta Igreja peregrina rumo à Pátria Celeste, precisamos ter a humildade de reconhecer a nossa miséria humana e a nossa necessidade da misericórdia do Pai. O Próprio Jesus, o Filho de Deus encarnado, que se fez homem, desapegou da sua condição humana, “se fez pecado por nós” (2Cor 5, 21), Ele que não tinha nenhuma culpa, para nos ensinar o caminho da humildade que nos leva ao Pai.

Ter o olhar fixo em Jesus, “manso e humilde” (Mt 11,29), nos ajuda a reconhecer o quanto somos imperfeitos e necessitamos de conversão. Vale a pena lembrar que nunca é tarde para iniciarmos um caminho de mudanças.

A quaresma é o tempo favorável, o momento propício que nos é oferecido pela Igreja para nos despirmos do nosso homem velho e mergulharmos profundamente nos mistérios de Cristo, na sua Paixão, Morte e Ressurreição, a fim de podermos experimentar com Ele e por Ele uma vida nova.

Kelly S. P. Emerick

Fundadora da Com. Amigos de Jesus

                  ARTIGOS