O Espírito Santo e a Bíblia (Introdução)

September 15, 2016

 

       A história da salvação é rica no que se refere ao desenvolvimento da relação entre Deus e o homem e complexa no que se refere à sua exegese. Porém, é simples em sua proposta.  Deus que nos criou à sua imagem e semelhança por amor "Então Deus disse: "Façamos o homem à nossa imagem e semelhança."[1], conduziu a história até a plenitude dos tempos "Mas quando veio a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, que nasceu de uma mulher e nasceu submetido a uma lei,"[2] para que a sua obra fosse perfeita. A eleição de Israel não constituiu a exclusão dos demais povos, mas uma aliança especial com um povo para que de forma didática Deus pudesse manifestar o seu amor "Farei de ti uma grande nação; eu te abençoarei e exaltarei o teu nome, e tu serás uma fonte de bênçãos"[3].

       Neste sentido, a encarnação de Jesus torna-se um marco na história humana, porque Deus, pessoalmente, quer amar e fazer uma aliança mais perfeita "Mas agora alcançou ele ministério tanto mais excelente, quanto é mediador de uma melhor aliança que está confirmada em melhores promessas"[4] para com todos os povos. A remissão da humanidade, através da vida, morte e ressurreição de Jesus, tira a “exclusividade” de Israel e amplia a aliança entre Deus e o homem para todos aqueles que em sua liberdade optarem por este amor. É uma história de amor, de amor verdadeiro, com um final feliz "Pai, quero que, onde eu estou, estejam comigo aqueles que me deste, para que vejam a minha glória que me concedeste, porque me amaste antes da criação do mundo"[5].

       Mesmo vivendo em meio a guerras, tribulações, fome e doenças; o homem tem a possibilidade de aderir a este final feliz. Isto é possível porque a mesma graça santificante que conduziu a história até o nascimento de Jesus, encarnou com Ele "Respondeu-lhe o anjo: O Espírito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra. Por isso o ente santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus."[6], ressuscitou com Ele "Se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dos mortos habita em vós, ele, que ressuscitou Jesus Cristo dos mortos, também dará a vida aos vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que habita em vós."[7] e também foi derramado por Ele (Exaltado pela direita de Deus, havendo recebido do Pai o Espírito Santo prometido, derramou-o como vós vedes e ouvis.)[8]. O Espírito Santo continua disposto a amar e a fazer aliança com o homem moderno, porque este Espírito, que é o Espírito de Jesus, estará conosco até o fim dos tempos "E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Paráclito, para que fique eternamente convosco"[9]. Não se trata de desprezar o sofrimento humano ou de uma postura alienada às realidades sociais. Contudo, à exemplo do mestre, também o discípulo pode ressuscitar para uma vida nova.

       Jesus, pela ação do Espírito Santo, permeia as grandes figuras bíblicas, desde os patriarcas até aos profetas. Sua encarnação faz com que o Espírito Santo possa agir de forma pessoal e sua ressurreição provoca o derramamento do próprio Espírito sobre a terra. Dentro da perspectiva do amor, da aliança e da misericórdia; o presente trabalho tem como objetivo desenvolver as bases bíblicas para relacionar o Espírito Santo com o “Espírito de Jesus”. Uma fundamentação bíblica se torna importante para mergulharmos neste prazeroso Mistério da pessoa de Jesus e da Trindade como um todo: "Vós sabeis como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com o poder, como ele andou fazendo o bem e curando todos os oprimidos do demônio, porque Deus estava com ele"[10].

 

 

Fernando Emerick

Fundador da Comunidade Amigos de Jesus

 

 

>> Continue lendo: O Espírito Santo e a Bíblia (Parte II) <<

 

 

 

 

--------------

[1] La Sainte Bible. Augustin Crampon 1923. Gn 1, 26.

 

[2] Ibid. Ga 4, 4.

 

[3] Ibid. Gn 12, 2.

 

[4] Ibid. He 8, 6.

 

[5] Ibid. Jn 17,24.

 

[6] Ibid. Lc 1,35.

 

[7] Ibid. Rm 8,11.

 

[8] Ibid. Ac 2,33.

 

[9] Ibid. Jn 14, 16.

 

[10] Ibid. Ac 10,38.

Please reload

                  ARTIGOS                 

Matrimônio, Fruto da História da Salvação (Parte III)

May 6, 2019

1/4
Please reload

Please reload