A Comunidade Amigos de Jesus marcou presença na posse do novo Patriarca de Jerusalém

September 22, 2016

 

        No último dia 21 de setembro, Mons.  Pierbattista Pizzaballa, recentemente ordenado Arcebispo do Patriarcado Latino de Jerusalém, fez sua entrada solene como Administrador Apostólico do Patriarcado. Sua entrada teve início na Porta de Jaffa, principal porta da cidade antiga de Jerusalém, seguindo em procissão até a Catedral do Patriarcado Latino, cerca de 200 m de distância.

        Na Catedral, Mons. Pizzaballa rezou a oração das Vésperas junto com todos os fiéis que ali se encontravam. Dentre bispos, sacerdotes, religiosos, seminaristas e fiéis, a Comunidade Amigos de Jesus também estava presente nesse momento singular para a Igreja da Terra Santa.

No início da celebração das Vésperas, o bispo auxiliar de Jerusalém, Mons. William Shomali, fez um discurso de boas-vindas ao novo Administrador Apostólico. Lembrou de sua caminhada junto aos fiéis da Terra Santa, seu amor por este santo local até os dias de sua Ordenação Episcopal em Bergamo (Itália). Ressaltando, com plena consciência, as dificuldades e lutas que encontrará na direção da Igreja na Terra Santa, encorajou-o para essa Santa Missão. 

       Mons. Pizzaballa fez uma breve homilia após a leitura que se faz na oração das Vésperas. A leitura faz ressoar o lema de Mons. Pizzaballa como Administrador Apostólico do Patriarcado, “Sufficit tibi gratia mea”. Suas palavras são cheias de sentimentos por um povo que conhece e ama, sabe dos desafios e dificuldades que poderá encontrar. Por outro lado, sabe que a Igreja está junto dele, não irá abandoná-lo. No final de sua homilia, Mons. Pizzaballa faz uma síntese de toda a Igreja na Terra Santa, e pede a ajuda de todos os consagrados e fiéis nessa missão:

       “A Igreja de Jerusalém, é rica de iniciativa, de instituições prestigiosas (penso nos centros teológicos e bíblicos, nas universidades de Belém e Madaba), de religiosos e religiosas, de movimentos, de numerosas escolas que realizam um serviço importante e que são um âmbito pastoral determinante; Temos relações únicas e particulares com outras Igrejas Cristãs, para não falar da necessidade de coordenação com as Igrejas Católicas Orientais; O relacionamento inter-religioso com os muçulmanos e hebreus é nosso pão cotidiano, embora nunca fácil; A chegada de trabalhadores estrangeiros e refugiados trouxe uma nova dinâmica na nossa Igreja, seja na Jordânia ou na Terra Santa. Em todos as áreas que tornam difícil de tratar e seguir as famílias, que cada vez mais se afasta da Igreja. A presença de centenas de peregrinos de todo o mundo entra em contato com a Igreja Universal em Jerusalém, como no dia de Pentecostes, continuando no nosso meio; Não podemos ignorar também que estamos na terra onde a Palavra de Deus foi escrita e realizada. " – e finaliza – “Aqui, para mim, ser Igreja significa sentir-se parte de um único corpo e nos importando com todos. Espero que este sentimento seja compartilhado também por vocês. Desejo ser o bispo de todos e por todos. Espero a plena colaboração de todos. ”

       Após a oração das Vésperas, todos os fiéis se dirigiram para a recepção nos jardins do Patriarcado Latino. Particularmente, o que mais me chama a atenção em Mons. Pizzaballa é o seu amor e o desejo de se consumir por aquilo que ele acredita. É possível ver em seus olhos o peso da missão que lhe foi confiada, porém, vemos de forma mais ressaltada o amor em fazer desta Terra Santa o seu céu em plena vida. Ele demonstra muito amor por este povo.

 

Leandro Perpétuo

Comunidade Amigos de Jesus

Missão Terra Santa

Please reload

                  ARTIGOS                 

Matrimônio, Fruto da História da Salvação (Parte III)

May 6, 2019

1/4
Please reload

Please reload