“Onde está a fila para ver Jesus?”

December 23, 2016

        Ano passado nesta mesma época do ano, recebi em meu celular a música de Becky Kelley, chamada Where’s The Line To See Jesus – “Onde está a fila para ver Jesus?”, que nasceu após o questionamento de um garotinho de 4 anos que observava as crianças fazerem filas para o ver o Papai Noel. Como o garoto recebeu o ensinamento de que o Natal é uma festa cristã onde se comemora o nascimento de Jesus, logo ele perguntou à mãe: “Onde está a fila para ver Jesus?”. Talvez você também tenha recebido este vídeo em seu celular e já o conheça, mas, gostaria de partilhar um pouco com você sobre o Natal.

Há dois anos, eu tive a oportunidade de ficar grávida do meu primeiro filho nesta época do ano. Meu esposo e eu estávamos nos preparando para, no tempo certo, recebê-lo. Imagino que você já vibrou com o nascimento de alguma criança, seja do seu próprio filho, de um sobrinho ou o filho de um casal de amigos. O nascimento é um momento muito esperado, torcemos para dar certo, queremos ver o rostinho da criança, ver com quem ela se parece...

       A Igreja também se prepara todos os anos para receber a maior criança que a face da Terra já acolheu: o Filho de Deus! São as quatro semanas do Advento, o momento oportuno para que preparemos o nosso coração para receber o presente de Deus para a humanidade: Jesus! Me recordo agora, de um trecho do hino que cantamos na Oração das Laudes no dia de Natal: “Não recusou o presépio, foi sobre o feno deitado; quem mesmo as aves sustenta com leite foi sustentado”. Há mais de dois mil anos, Jesus não se recusou nascer no presépio, sobre o feno, e ainda hoje não se recusa, pois, vem nascer em nossos corações que muitas vezes não se preparou para recebê-Lo como Ele é digno. E Jesus nasce mesmo assim, no seio da minha e da sua família.

       A época do Natal de alguma forma nos faz ser mais generosos, nos desperta um pouco mais para a caridade e para o próximo: nos organizamos para fazer cestas de natal para os mais necessitados, utilizamos o salário do fim do ano para comprar os presentes para nossos familiares e amigos, e lá estamos nós nas filas dos shoppings e das lojas para comprar e comprar... Não que não seja importante sermos afetuosos ou fazermos caridade, claro que é importante! Mas “onde está a fila para ver Jesus?” As lojas fazem horários especiais, compramos roupas novas, preparamos a ceia, brincamos de amigo oculto, muitas vezes vamos à Missa primeiro (por tradição) e... o essencial??? Onde está Jesus?

       Acredito também que não foi a primeira vez que você leu algo que o fizesse refletir sobre o verdadeiro sentido do Natal, por vezes, até escute todo ano, mas, o Senhor deseja de fato nascer em seu coração! De fato deseja que você ceie com Ele. Deseja que você o receba, o acolha. O Senhor deseja porque te ama! Porque o ama mais do que qualquer pessoa que ao longo da sua vida tenha lhe ofertado presentes...

        Como comecei falando no início do artigo, nesta época do ano eu e meu esposo estávamos grávidos, e justamente no dia 24, às vésperas do Natal levamos um susto, eu comecei a ter um sangramento. O Natal daquele ano foi realmente de vigília do que poderia acontecer, confesso que foi uma noite longa... e dias depois nosso filho já estava junto de Deus, cantando com Ele glória nos Céus. “Perder” um filho naquela época não foi fácil, mas, hoje compreendo que meu filho está onde cada um de nós estaremos um dia, com a graça de Deus, no Céu! E foi para isso que o Filho de Deus nasceu e se fez homem: para nos abrir as portas do Céu que um dia havia sido fechada pelo pecado de nossos primeiros pais. Deus que nos criou para sua amizade plena e toma de novo a iniciativa de restituir esta amizade: a nossa amizade com Ele; E com imenso amor, nos dá de presente Jesus!

       E a cada Natal, cantamos “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens.” Glória a Deus! Jesus nasceu! Deus nos visitou! Deus nos amou! Deus derramou sobre nós toda a sorte de bênçãos! Que grande alegria na terra e no Céu!

       Desejo viver e rezo para que você também viva esta preparação para o Natal, na fila para ver Jesus. Que o advento seja de fato este tempo de preparação para que o nosso Senhor venha nascer, e independente de como está sua vida hoje Jesus deseja nascer em sua casa e em seu coração, lembre-se do hino “Não recusou o presépio, foi sobre o feno deitado...” Rezemos juntos este hino, e que o Natal seja para nós esta explosão de alegria por sermos tão amados por Deus: nasceu hoje o nosso Salvador! Glória a Deus nas alturas.”

Shirley Siqueira Leal

Com. Amigos de Jesus

 

 

Do sol nascente ao poente

cantai, fiéis, neste dia,

ao Cristo Rei que, por nós,

nasceu da Virgem Maria.

 

Autor feliz deste mundo,

tomou um corpo mortal.

A nossa carne assumindo,

livrou a carne do mal.

 

No seio puro da Virgem

entrou a graça dos céus.

Em si carrega um segredo

sabido apenas por Deus.

 

O casto seio da Virgem

se faz o templo de Deus.

Gerou sem homem um Filho,

o Autor da terra e dos céus.

 

Nasceu da Virgem o Filho

que Gabriel anunciou,

em quem no seio materno

João, o Batista, exultou.

 

Não recusou o presépio,

foi sobre o feno deitado;

quem mesmo as aves sustenta

com leite foi sustentado.

 

Do céu os coros se alegram,

os anjos louvam a Deus.

Pastor se mostra aos pastores

quem fez a terra e os céus.

 

Louvor a vós, ó Jesus,

que duma Virgem nascestes.

Louvor ao Pai e ao Espírito

no azul dos paços celestes.

Please reload

                  ARTIGOS                 

Matrimônio, Fruto da História da Salvação (Parte III)

May 6, 2019

1/4
Please reload

Please reload