No fundo do poço?

October 13, 2017

           Dizem que toda sociedade passa por mudanças cíclicas. Que depois de um tempo de glória, ela começa a entrar em decadência. Lembro-me de uma conversa com um experiente sacerdote antes de iniciar uma Santa Missa. Ele dizia que, estávamos no fundo do poço, e deste ponto, só poderíamos começar a construir uma sociedade melhor. Esse sacerdote veio a falecer e, por isso, não posso dizer a ele que, infelizmente, estava errado. Ainda não estávamos no fundo do poço. E, por incrível que pareça, não sei se já podemos dizer que agora chegamos.

            Os recentes acontecimentos, com relação às supostas exposições de arte, no Sul do país e em São Paulo, me deixaram um pouco apreensivo com o que pode vir a acontecer em nosso país. Quem me conhece, sabe que não sou puritano e nem lunático, e por isso, quem vos escreve não é um fanático religioso ou um cristão apocalíptico. Tenho formação acadêmica, humana e espiritual, suficiente para discernir sobre o que é arte ou não.

           Não é necessário ser um craque de bola para discernir entre um “perna de pau” e um Neymar. Não é necessário fazer faculdade de música para saber a diferença entre um “cantor de banheiro” e um cantor lírico. Da mesma forma, não precisamos fazer faculdade de artes para saber que palavrões escritos em uma hóstia, não é arte! Muito menos seria, um homem nu sendo tocado por uma criança.

           Mas, a mídia, de uma forma geral, parece achar normal. Se leva o título de ARTE, vale qualquer coisa. “Não podemos censurar a arte”, dizem os entendidos. Mas, não nos enganemos, todos esses acontecimentos são arquitetados. Nada é por acaso! A ideia é ir acostumando a população com esse tipo de cena. “Que mal tem um homem nu com crianças? ”, “A cena não era erótica”. Assim, com o tempo, não estaremos escandalizados quando crianças forem abusadas por adultos. A intenção é bem clara: acabar com os valores da família.

           Os partidos de esquerda (PT, PSOL, etc.) e a Rede Globo, estão imbuídos a conseguir tal feito. Apesar de serem inimigos politicamente, possuem a mesma ideologia anticristã e anti-familiar. E neste momento, estão jogando pesado contra nossas crianças. Também querem aprovar esse tipo de conduta nas escolas, através da Base Nacional Comum Curricular. 

           Mas, a verdade é que o mundo sempre foi assim. Porém, nós cristãos, não podemos nos render a este tempo de decadência. Vejo no facebook pessoas que dizem ser cristãs, que são de caminhada e engajadas, defendendo a pauta LGBT, aborto e “arte pornográfica”, com a falácia de que o Papa Francisco apoia. Deturpam as palavras do Papa Francisco para justificar uma posição hiper-liberal e decadente.

           Rogo a Deus que tenhamos chegado ao fundo do poço, pois, caso contrário, teremos tempos muito difíceis. A apostasia já está chegando no meio de nós. Porém, ela vem disfarçada de multiculturalismo ou qualquer outro tipo de relativismo religioso.

É chegada a hora dos homens cristãos de verdade se levantarem. Temos que reconstruir nossa nação, antes que caiamos em um poço sem fundo.

Fernando Emerick

Fundador da Comunidade Amigos de Jesus

Please reload

                  ARTIGOS                 

Matrimônio, Fruto da História da Salvação (Parte III)

May 6, 2019

1/4
Please reload

Please reload