Outubro de 2017 da Missão Terra Santa

Esse mês de outubro da Missão Terra Santa, parece que foi o mais longo de todos. Antes de escrever este artigo, comecei a pensar sobre o que aconteceu durante esse mês aqui na Terra Santa, e pareceu que o dia 01 de outubro foi há 2 meses atrás.

Nesse mês, eu comecei a me adaptar com a nova vida aqui no Carmelo, e a me readaptar com a vida de estudante de Teologia. Na faculdade, além das disciplinas do curso, agora estou tendo aula de inglês. Desde abril deste ano comecei a estudar inglês sozinho, mas, agora consegui uma vaga na turma de inglês da faculdade; é uma ótima oportunidade para aprender inglês fluente.

Dia 12 de outubro, todos os brasileiros de Jerusalém e das cidades vizinhas se reuniram para celebrar a grande festa de Nossa Senhora Aparecida. Tivemos a presença de muitos brasileiros, desde aqueles que trabalham na embaixada do Brasil em Israel até consagrados de vários institutos e movimentos da Igreja. Dentre eles, os brasileiros da congregação de Notre Dame de Sion, Franciscanos, Salesianos, Focolares e algumas Novas Comunidades como a Canção Nova, Filhos de Maria, Obra de Maria e, claro, a Comunidade Amigos de Jesus.

Foi, realmente, uma grande festa em honra à Padroeira do Brasil, onde, não somente, rezamos pelo Brasil e pelo povo brasileiro, mas, também vivemos esse momento fraterno de um modo que somente os brasileiros sabem celebrar. Após a Santa Missa, tivemos um jantar, cujo prato principal era uma deliciosa feijoada. Vocês não sabem como é difícil encontrar feijão por aqui (risos). Foi uma noite muito agradável, onde pude conhecer muitos brasileiros, pessoas que já havia visto antes pelas ruas de Jerusalém, porém, não sabia que eram brasileiros, além de ter a oportunidade de estreitar a relação entre as comunidades. Sempre quando reunimos entre comunidades, temos a chance de contemplar os mais diversos carismas na Igreja, e reconhecermos, mais uma vez, como tudo isso faz a Igreja mais bela, una e missionária.

No dia 15 de outubro, dia de Santa Teresa de Jesus, baluarte da Comunidade Amigos de Jesus e reformadora da Ordem Carmelitana, foi também muito bem celebrada aqui no Carmelo do Pater Noster, em Jerusalém. A Santa Missa foi presidida por Dom Giacinto-Boulos Marcuzzo, bispo auxiliar de Jerusalém. Após a celebração, tivemos um momento fraterno com as monjas. Para mim, o grande presente foi poder rezar diante da relíquia de Santa Teresa de Jesus. Foi, realmente, uma grande graça de Deus!

Além dessas celebrações, tivemos muitos acontecimentos: Missa de Santa Teresinha do Menino Jesus, a celebração dos 800 anos da presença dos Franciscanos na Terra Santa, a festa de Nossa Senhora da Terra Santa e a Missa de exéquias de uma monja carmelita do Pater Noster, Irmã Maria da Visitação. Nesse dia, foi tudo muito especial! A homília foi incrível! O padre que celebrou era o confessor dela e ele contou toda a trajetória dela no Carmelo, mas, de um modo muito especial, pois, foi contada por quem conhece a história e os sentimentos da monja. Depois do enterro, as irmãs prepararam um refresco e durante esse momento muito agradável, eu pude confirmar a sensação que estava sentindo durante os ritos litúrgicos. Era como se o carmelo estivesse em festa, porque as irmãs sabiam que haviam ganhado uma grande intercessora no céu. Embora algumas irmãs estivessem chorando, o clima era de uma grande celebração. Foi lindo! Isso que é acreditar no céu!

Para fechar esse mês com chave de ouro, pude participar de todo o VI Congresso Só Deus Basta com o tema voltado para as famílias. Como eu estava precisando deste congresso! Pois, com as pregações, pude também renovar minha vocação e meu chamado: Ser um celibatário à serviço da família!

Leandro Perpétuo

Com. Amigos de Jesus

Missão Terra Santa

                  ARTIGOS