Família Martin, exemplo e modelo para as famílias modernas (Parte final)

UMA FAMÍLIA DOS TEMPOS MODERNOS


Aprofundando na vivência do lar Martin, verifica-se a consonância do casal, que buscaram no trabalho, na educação das filhas, na vida cotidiana, nos sofrimentos, enfim, em todos os momentos, fazer a vontade de Deus, assumindo a tão sublime vocação do matrimônio como vias de santidade.

Os documentos e encíclicas que embasaram o presente artigo, foram escritos anos após a passagem terrestre dessa família, publicados nos tempos atuais, sendo grande parte retirados da Exortação Apostólica Amoris Laetitia, em 2015. A família Martin, foi então, na época em que viveram o exemplo e o modelo de vida familiar, dos ensinamentos atuais a respeito da família.

Os desafios vivenciados pelas famílias modernas, pontuados pelo Concílio das Famílias, podem ser eliminados dos lares, se assim como Luís e Zélia, os pais compreenderem e assumirem a responsabilidade que o sacramento do matrimônio tem, perante o indivíduo e toda a sociedade. Com o auxílio do Espírito Santo, os ensinamentos do magistério e a intercessão desse casal, as famílias modernas, podem ser sinal para o mundo, transformando a realidade da sociedade.

Que aqueles que se preparam ou já contraíram o sacramento do matrimônio, possam conhecer e estudar os ensinamentos da Igreja sobre a família que, se seguidos, são fontes eficazes para um lar equilibrado e feliz. Tendo o exemplo de conduta da Família Martin, atestado nos frutos que são as suas filhas, os lares católicos possam transmitir o sagrado que habita nos lares, tradicionais e modernos. “É a lição legada ao mundo por aquele lar ideal: a arte suprema de encontrar a felicidade num amor sem egoísmo, todo impregnado da caridade de Cristo.”[1]


Priscila Tuany Silva Graciano

Com. Amigos de Jesus

<< PARTE IX | INTRODUÇÃO >>

[1] PIAT, P.Stéphane J. História de uma família. 3. ed. Braga, 1945.

                  ARTIGOS