TESTEMUNHO

September 3, 2019

LEANDRO MOREIRA CASTRO FERNANDES

Consagrado da Comunidade Amigos de Jesus

 

       Quero aqui compartilhar minha experiência vivida no último domingo, dia 01 de setembro. Gostaria, nesta partilha, de expor minha gratidão e alegria em pertencer a este Carisma, da Amizade com Cristo. Ouvir e presenciar a Kelly e o Fernando testemunharem sua história e vida, durante a pregação, foi fazer memória à minha história. Nossa história e nossa vida passa pela história e vida dos nossos Fundadores.

       O tanto que a Kelly e o Fernando lutaram, e ainda lutam, e juntos buscam a Deus, o quanto vivem para seus filhos, deve-nos inspirar, a nós seus filhos espirituais, e nos animar em toda e qualquer situação.

       Mensagem de hoje: Nunca desista da sua família! Sejam um só coração! Primeiro: um lar estruturado, a importância de ter regras, disciplina, amor e cuidado para com as crianças. Segundo: Deus, a cada dia, nos dá a chance de recomeçar e fazer uma nova história. Viver o perdão, recomeçar. Verdadeira luta!

       Infelizmente, meus pais não conseguiram me passar isso. Males e vícios nos quais caí foram por falta dessa estrutura do pai e mãe harmônicos, que não sabiam e não souberam se encontrar. Eu era a fuga deles no momento que deveria ser o “resultado” do amor vivido que brota da entrega de um pelo outro. Quantas vezes eu questionava a Deus por nascer numa família assim? Qual sentido de ter sobrevivido a um parto complicado de cinco meses de gestação para isso? E minha vocação? O que Deus queria de mim?

       Sendo minha vocação o Matrimônio, quero ser e ter uma família diferente, em Deus, numa casa e ambiente cheio de paz, alegria, amor, carinho e diálogo. O abraço que o rapaz do encontro disse ao Fernando “Hoje você recebe o abraço no qual não teve do seu pai”... Hoje, cuidando do meu pai doente, aprendo e tenho a oportunidade de dar esse abraço que ele não soube me dar! Viver com ele, o que ele não soube viver comigo! Isso me cura! Hoje posso dar um abraço, verdadeiramente, de pai na minha Sara.

 

       O que seria de mim se não fosse a Comunidade? Onde estaria hoje, se eu não tivesse acolhido e dado meu sim a esse Carisma? De fato, no Evangelho Jesus disse que minha casa há muitas moradas, não vos preocupeis. Como não me sentir num lar, com pai, mãe e irmãos que nos querem tanto bem?

       Hoje tenho a oportunidade de fazer uma nova história com a Maressa e a Sara; de poder florescer, como diz Santa Zélia Guérin, onde Deus nos plantou. No ordinário com minha família, de alguma forma, Deus fará o extraordinário para aqueles que amamos. Acredito que Deus dará o seu jeito para meu pai e minha mãe, sendo eu fiel à minha família e vocação. Não foi isto que, no escondimento em Alençon (cidade do interior da França), o casal de santos, Luís e Zélia, criaram e cuidaram dos seus filhos para o Céu? E como eles testemunharam! Um exemplo tão palpável e tão atual. Doaram-se para o Bem Maior das suas filhas! Não é isso que procuramos em nossas formações e orações para os nossos, como nos ensinam e pedem nossos fundadores? De simplesmente sermos família?

       Me dirigindo especialmente aos meus irmãos de Comunidade, peçamos ao Espírito Santo para caminharmos para a Santidade em Comunidade, buscando ser fiéis ao chamado que o Senhor nos fez, afinal o que responderemos ao Senhor se formos embora quando Ele nos “chamar”? Os maiores tesouros, de fato, Deus já nos deu: Nossas famílias e nosso Carisma. Olhemos para o que já somos, e no que podemos almejar no Senhor.

       Que neste Ano da Graça, ano em que celebramos os 15 anos de fundação da nossa Comunidade, busquemos colher o melhor de Deus para nossa vocação familiar e comunitária, tendo certeza que tudo é graça de Deus e nada é mérito nosso!

Please reload

                  ARTIGOS                 

Matrimônio, Fruto da História da Salvação (Parte III)

May 6, 2019

1/4
Please reload

Please reload